Redação do Enem é ‘fiel da balança’, diz professor

As próximas duas semanas serão a reta final para 8,7 milhões de candidatos que se inscreveram no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Os participantes terão de responder a 180 questões, mas, segundo especialistas, é a redação que tem papel preponderante na definição de quem vai bem e pode ficar com uma vaga na universidade. Professores indicam que ainda dá tempo para treinar a composição dos textos.

As provas ocorrem no fim de semana dos dias 8 e 9 deste mês. Aplicada no segundo dia, a redação é como “o fiel da balança”, na avaliação do professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) Miguel Franklin. “É a parte mais importante da prova, ela realmente demonstra se a pessoa sabe escrever, ler, articular as ideias.”

Franklin realizou um estudo sobre o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) nas universidades federais, que têm o Enem como critério. “Mas a cada ano aumenta a correlação entre quem vai bem na prova objetiva e na redação”, afirma.

A redação é a única parte da prova em que é possível chegar a mil. Na correção da parte objetiva, o exame tem um modelo matemático, a Teoria da Resposta ao Item (TRI), que limita a nota máxima de acordo com o desempenho geral dos participantes – que nunca será mil. Com a TRI, os itens são pré-classificados por dificuldade. Assim, as notas não levam em consideração apenas a quantidade de acertos, mas também quais questões foram acertadas.

Leia mais em: http://educacao.uol.com.br/noticias/agencia-estado/2014/10/27/redacao-do-enem-e-fiel-da-balanca-diz-professor.htm

Related posts